Minha lista de leis

Add this tool

  • TU ES PETRUS ET SUPER HANC PETRAM AEDIFICABO ECCLESIAM MEAM

https://deiustitia-etfides.blogspot.com.br/


A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las. (Santo Agostinho) 




Não é o suplício que faz o mártir, mas a causa. (Santo Agostinho)

  •  

    https://plus.google.com/u/0/b/101431042668619193166/+DeiustitiaetfidesBlogspotBrdeiustitia-etfides


Benedicat tibi Dominus et custodiat te
Ostendat Dominus faciem suam tibi, et det tibi gratiam suam:
Volva Dominus vultum suum ad te et det tibi pacem


“A guerra é um massacre de homens que não se conhecem em benefício de outros que se conhecem mas não se massacram.”

— Paul Valéry




http://deiustitia-etfides.blogspot.com.br/




    • http://deiustitia-etfides.blogspot.com.br/


    -



  • Terrorista: Deus é maior… Jovem: …do que aquele que esconde o que não revela. Terrorista: Deus é maior… Mulher: …do aquele que obedece sem refletir. Terrorista: Deus é maior… Homem: …do que aquele que trama para nos trair.

    quinta-feira, 17 de agosto de 2017

    Combate entre Fuzileiros Navais e Traficantes no Complexo da Maré.





    Rio de Janeiro
    • TU ES PETRUS ET SUPER HANC PETRAM AEDIFICABO ECCLESIAM MEAM

    • A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las. (Santo Agostinho)

    • Não é o suplício que faz o mártir, mas a causa. (Santo Agostinho)

    •  

    .

    Alerta Total

    Alerta Total


    O Brasil dos arrombados vencerá de novo?

    Posted: 16 Aug 2017 04:24 AM PDT


    Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

    O Brasil dos rombos e dos arrombados apresenta cenários muito esquisitos para o ano eleitoral de 2018 – cuja irresponsável campanha antecipada já começou, de maneira escancarada. A maioria da população fala, abertamente, de sua desilusão e desesperança em relação ao presente e futuro próximo do Brasil. Curiosamente, o pessimismo em relação à política e a economia produz efeitos contrários: a candidatura de Jair Bolsonaro, fortíssima no mundo virtual, e o risco do retorno presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, tendência fortíssima no eleitorado revoltado com a equipe de Michel Temer.

    Está bem desenhada a previsível polarização Bolsonaro x Lula. Ambos representam os extremos de indignação, em uma polarização ideológica. Um nome que corre por fora na sucessão é o de Álvaro Dias. A disputa que se desenha só confirma um enfraquecimento dos partidos. Os pequenos Patriotas e Podemos tentam o desafio de encarar um PT em franca decadência. É por isso que, malandramente, o sempre governista PMDB já se divide, estrategicamente. Uma parte se concentra na sustentação imediata e sobrevivência de Michel Temer. A outra banda, claramente liderada pelo Senador Renan Calheiros, colabora, escancaradamente, com o retorno de Lula.

    A legislação brasileira é permissiva, contraditória e aberta a interpretações contraditórias. Por isso, será quase impossível barrar, judicialmente, a candidatura de Lula. Mesmo condenado até segunda instância, o companheiro $talinácio não será preso e disputará o Palácio do Planalto para dar seqüência ao regime do Crime Institucionalizado que segue hegemônica desde a Nova República de 1985. Mais fácil é que o Supremo Tribunal Federal acabe condenando Jair Bolsonaro naquela armação do "estupro" verbal contra a cândida deputada petista Maria do Rosário. Tirar Bolsonaro da disputa é uma prioridade da Petelândia e de seus sempre aliados do PMDB e outros arrombadores das contas públicas.

    O Brasil dos rombos, arrombadores e arrombados vencerá novamente? O risco é enorme, apesar da bronca geral manifestada pela maioria da população. Tudo pode acontecer – a favor da bandidagem organizada - em mais uma eleição realizada sob regime das urnas eletrônicas absolutamente inconfiáveis. Você sabe em quem votou, porém isso não importa. O sistema elege quem bem desejar e nem adianta o eleitor reclamar. Não há voto impresso para conferência. Somos obrigados a acreditar, tal qual Velhinhas de Taubaté, no resultado parido eletronicamente.

    Nada anormal em um Brasil sem Caráter dominado pelo Crime Institucionalizado e seu regime Capimunista Rentista e Corrupto. É altíssimo o risco de Lula retornar ao poder em 2019, apesar do seu gigantesco desgaste de imagem. Se isso acontecer, a Venezuela vai ficar parecida com um parque de diversões de terceiro mundo. O voto dos "arrombados" é inconfiável para o Bem.       


    Salame ou Pepino


    Colabore com o Alerta Total

    Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

    Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

    I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
    Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

    II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

    OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

    III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

    IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

    Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

    O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

    A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

    © Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 16 de Julho de 2017.

    Paradoxo

    Posted: 16 Aug 2017 04:20 AM PDT


    "País Canalha é o que não paga precatórios"

    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Carlos Maurício Mantiqueira

    Um homem brilhantíssimo, perguntou-me recentemente: por que dona Onça conversa com um grupo de patriotas? - que ele considera ser formado por loucos.

    Respondi que é melhor falar com loucos e não, com idiotas.

    Algumas ideias de aparência extravagante, pela dinâmica da degradação nacional, tornam-se exequíveis.

    Urge uma intervenção moralizadora.

    Não é possível assistir bovinamente haver dinheiro para campanhas e faltar para as forças armadas.

    Os acontecimentos externos talvez nos forcem a resolver manu militari a crise na Venezuela. Nosso país está sendo invadido por milhares de pessoas desesperadas em busca de comida e segurança pessoal.

    Nosso desgoverno bostífero é covarde. Não tem coragem nem de acabar com a "bolsa bandido" enquanto falta tudo em nossos hospitais.

    Pela incomensurável bondade de Deus, podemos nos emendar com providências violentas pontuais.

    Alguns fuzilamentos de traidores, cadeia pros ladrões e borrachadas para idiotas que expõem nas redes sociais sua condição abjeta.


    Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

    Semana do Soldado

    Posted: 16 Aug 2017 04:19 AM PDT


    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Gilberto Pimentel

    "BRAÇO FORTE, MÃO AMIGA" – qual será o verdadeiro significado dessa assertiva?

    A cada dia esse valor parece decrescer e, paradoxalmente, sua necessidade aumentar. Até quando? Muitos se perguntam com inquietante razão. Ainda assistimos governantes não darem a verdadeira importância à "guarda do Rei". Ainda vemos dirigentes nacionais desconhecerem a capital necessidade de um Poder Militar verdadeiramente potente e consoante à grandeza do Brasil, um país continental. Ainda percebemos, talvez em virtude da boca entortada pelo hábito, uma elite política irresponsável bater às portas dos quartéis na certeza de encontrar soluções, muita vez equivocadamente, para problemas por ela criados.

    Até quando?

    Como disse, há pouco, o Comandante do Exército, General Eduardo Villas Boas: "Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao Exército. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites". De fato, ao longo da história recente, nota-se uma sucessão de cortes impostos à Força Terrestre, independente do matiz do governo que se estabelece. Todos, invariavelmente, adotam a postura de ignorar os prejuizos à operacionalidade da Instituição que tem que estar, permanentemente, adestrada e pronta para ser empregada em defesa da nossa soberania e integridade. De modo oposto, esses mesmos governantes não se pejam de buscar no Exército Brasileiro, constantemente, soluções para os mais diversos problemas com que se veem a braço. A coisa se passa como se o nosso orgulho de "cumprir sempre a missão" pudesse ser usado inesgotavelmente e sem ônus para os cofres públicos.

    Desta vez, a própria Força afirma, os cortes hão de impactar as ações de vigilância nas fronteiras terrestres, o apoio em missões especiais de segurança pública e as atividades em parceria com a defesa civil, obviamente, isto além das medidas administrativas rotineiras e de adestramento dos quadros.

    E o que vemos senão as tropas das FFAA enveredando pelas perigosas ruas do Rio de Janeiro na busca da cura para a violência perpetrada aos seus cidadãos?

    Olvidando, momentaneamente, a questão da inquietante falta de reciprocidade administrativo-financeira nos empregos já costumeiros das Forças Militares em missões outras que as suas tradicionais, ocorre o totalmente indesejável desgaste da Instituição imiscuída na vida diária da população, fazendo papel de polícia e sofrendo os percalços inerentes, muitas vezes submetendo seus homens aos riscos de serem tratados como agressores dos direitos humanos por setores, comprovadamente, à espreita de oportunidades para atacarem, por viés doutrinário, aqueles que saíram de seus quartéis a procura de ajudar seus concidadãos.

    Realmente, os limites estão sendo ultrapassados! Como percebeu, até mesmo, o atual Ministro da Defesa, assim como seus antecessores, autoridade não conhecedora dos meandros da arte militar: "há uma "banalização" do uso das Forças Armadas para ações de segurança pública por meio de decretos de garantia da lei e da ordem". Será que também essa banalização não tem um preço? Será que a crise da segurança pública que a está gerando é compensatória?

    Que o Dia do Soldado, nos inspire nos exemplos dignificantes de nosso heroico patrono, o Duque de Caxias, também político exemplar, a pensar e repensar as verdadeiras e dignas missões do Exército Brasileiro.


    Gilberto Pimentel, General, é Presidente do Clube Militar.

    O Exercício do Falar

    Posted: 16 Aug 2017 04:18 AM PDT


    Poesia no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Ivna Mozart

    O exercício do falar
    Sente aqui, meu caro amigo
    Precisamos conversar
    Só dois dedinhos de prosa
    Prometo não demorar
    É que já há algum tempo
    Eu me pus a questionar
    Um Judiciário fraco e sem voz
    A quem deve interessar?
    Primeiro fui refletir
    Depois resolvi falar
    Porque quem cala consente
    Com o que está a se passar
    Ultimamente se esforçam
    Pra nos desmoralizar
    Jogar nosso nome no fosso
    Nossa independência usurpar
    Ainda contam mentiras
    Para o povo acreditar
    Que somos os seu algozes
    E Poder contra quem lutar
    A nossa nobre missão
    Se empenham em aviltar
    E os tolos acreditam
    Ou fingem acreditar
    Que juiz só serve mesmo
    Para papel assinar
    Pra prender ladrão de galinha
    E conter briga de bar
    Ainda tem fogo amigo
    Que se põe a colaborar
    Pra destruir nossa imagem
    E nos fazer recuar
    Pergunto mais uma vez
    A quem deve interessar
    Uma justiça sem crédito
    Que mal consegue julgar?
    Ao simples, ao pobre, ao fraco
    Não parece aproveitar
    Um Estado sem Justiça
    Sem ninguém pra controlar
    Ao honesto e trabalhador
    Não deve interessar
    Porque a esses a Lei
    Nunca vai incomodar
    Para aqueles que acreditam
    Que com cifras podem comprar
    Moral, probidade e caráter
    A estes deve incomodar
    Um país sem rédeas, sem freio
    So pode interessar
    Àquele que se recusa
    As normas observar
    Pra bandidos, ladrões, malfeitores
    Esse país vem a calhar
    Porque impunidade é terreno fértil
    Pra criminalidade brotar
    Por isso mesmo atacam
    A quem os ousa enfrentar
    Um poder que é cego e justo
    E não se deixa alienar
    Lançam mão de todo ardil
    Para o juiz derrubar
    Escarnecem a cada queda
    E tornam a atacar
    Mas mesmo feridos de morte,
    Nós não iremos tombar
    Ainda cambaleando
    Continuamos a lutar
    O valor do bom soldado
    Não está em triunfar
    Mas em não fugir à luta
    E tampouco se entregar
    Uma batalha perdida
    Não nos faz resignar
    Somos fortes, persistentes
    E sabemos superar
    Enquanto estivermos aqui
    Corrupto não passará
    Não adianta insistir
    Nem mesmo espernear
    Vou ficando por aqui
    Não vou mais me alongar
    Pra não cansar o amigo
    Nem a promessa quebrar
    Só peço que pense com calma
    E depois vá propagar
    A desmoralização da justiça
    A quem vai interessar


    Ivna Mozart é Juíza de Direito.

    Lula, quem diria, está com medo do povo

    Posted: 16 Aug 2017 04:16 AM PDT


    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Maria Lúcia Victor Barbosa

    Mesmo estando condenado em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão, e sendo réu em cinco processos, Lula da Silva prossegue em campanha, que ele diz que não é campanha. Desse modo, depois de alguns anos anunciando que sairia em caravana, finalmente parece que tal vai acontecer no próximo dia 17. Será a tentativa de reeditar as caravanas de 1993 e 2001, outros tempos, outros momentos. Segundo é anunciado ele percorrerá o Nordeste e o tour totalizará 25 cidades em 18 dias.

    Conforme a Folha de S. Paulo (14/08/2017), possíveis aspirantes à presidência da República têm também efetuado giros por alguns Estados, porém, a atividade dos citados está longe do que Lula já fez e pretende fazer, sendo que nenhum deles está condenado.

    Aliás, Lula nunca desceu do palanque mesmo em seus dois mandatos presidenciais, pois padece de verborragia eleitoreira aprendida nas lides sindicais. Além da politicagem populista, suas atividades se concentravam em viagens fabulosas, churrascos e, principalmente no primeiro mandato, nos joguinhos de futebol na Granja do Torto. Doce vida que uma vez obtida fica difícil abrir mão.

    Segundo o dicionário Aurélio, caravana é "um grupo de pessoas que vão juntas a algum lugar". Também significa "uma multidão de peregrinos ou viajantes que se reúnem para atravessar o deserto com segurança". Lula não vai atravessar um deserto, mas, a inclusão de "multidão" e "segurança" na definição, define melhor sua caravana. Vejamos porque:

    A multidão que deverá acompanhar aquele que foi chamado de luz do mundo por Marilena Chauí (confusão do líder com Jesus Cristo), será composta pelo "exército de Stédile". Apesar de estar acostumado a viajar em confortáveis jatinhos, certamente de propriedade de generosos amigos, fala-se que Lula viajará ao Nordeste de ônibus. Onde chegar será escoltado por grupos de sem-terra e membros de sindicatos rurais a bordo de motos, não tendo sido dito a marca das potentes máquinas que abrirão alas para o chefe.

    Mas, por que tal aparato? Segundo jornal já citado (12/08/2017) "o cortejo tem dupla função: atrair a atenção e intimidar os opositores do ex-presidente". Ao que tudo indica, agora Lula precisa de 200 motos para chamar atenção e, sem dúvida, está acometido de coxinhafobia, estado psicológico caracterizado por medo de coxinhas.

    A paranoia parece crescer quando se leva em conta outras medidas de segurança, ou seja:

    1º- Além das milícias dos companheiros, a segurança de Lula da Silva ficará a cargo do GSI, (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência da República.

    2º -  O Instituto Lula pediu as Casas Militares dos governos estaduais do Nordeste que discutissem mais medidas de segurança, complementares as do GSI.

    3º - Márcio Macedo, um dos vice-presidentes do PT, anunciou que "uma equipe será encarregada de vistoriar as cidades que serão visitadas por Lula". Afirmou que "haverá precursora política, de comunicação e de segurança, como em todos os atos que o ex-presidente Lula participará".
    Decididamente, Lula, quem diria, está com medo do povo. Algo que não combina com a bajulação de Macedo, que afirmou ser ele "a maior liderança política e popular do País". Se fosse, não teria medo de vaias, como já aconteceu em uma de suas viagens de campanha em uma cidade do Rio Grande do Sul.

    Entre os programas do turismo-político ao Nordeste, além de falar mal do presidente Temer, Lula fará um cruzeiro pelo Rio São Francisco. Certamente não vai inaugurar pela enésima vez a transposição do São Francisco, mas, quem sabe, como "luz do mundo" dirá que é o criador do próprio Rio.

    Entre sua extensa comitiva, provavelmente vai figurar uma companheira que já enviou seu desejo de acompanhar o "pobre operário" em seu tour. Trata-se da bilionária Roberta Luchsinger, herdeira dos fundadores do banco Credit Suisse. Ela lançou o "Bolsa Lula" com pena do metalúrgico perseguido que teve seus bens (ou parte deles?) bloqueados pelo juiz Sérgio Moro.

    A herdeira, que é divorciada de Protógenes Queiroz, ex-delegado e ex-deputado que teve que fugir do Brasil para não ser preso por ter violado o sigilo da Operação Satiagraha, milita no PCdoB e quer se deputada estadual.  Ela encheu uma mala da marca Rimowa com objetos caríssimos, inclusive, adicionou um cheque ao portador de 28 mil francos suíços (equivalentes a R$ 91 mil), mesada que recebia do avô e a fortuna será leiloado para ajudar seu ídolo petista.

    Certamente os companheiros não terão dificuldade em arrematar os itens luxuosos em benefício do chefe. Eles disseram que a companheira bilionária é muito bem-vinda nesse momento em que o PT se renova (renova?). Pudera, os companheiros empreiteiros estão na cadeia e ela chegou em boa hora.


    Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.

    “A gente faz as coisas erradas e é solto... Bom demais!”

    Posted: 16 Aug 2017 04:14 AM PDT


    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Ernesto Caruso

    O título reproduz as palavras de um condenado com tornozeleira eletrônica, algemado, ao lado do PM, sorrindo, alegre e mostrando com entusiasmo a peça presa à sua perna. O repórter pergunta: "O Brasil vai bem desse jeito?" e ouve: "P'ra mim vai bem... mas, para o cidadão de bem não vai não... eu uso droga, "meto o bicho"... e a polícia ainda vai me levar em casa... esse é o Brasil."

    Acredite se quiser.

    O policial-militar que o detém fala ao telefone celular e informa ao interlocutor, como dito, integrante do COPEN (Conselho Penitenciário), que o preso foi autuado pela quebra da medida cautelar e uso de drogas, acrescenta que o delegado alega competir ao COPEN receber o indigitado, já que está com a tornozeleira e que se o COPEN discordar, ele (delegado) também não vai recolhê-lo.

    Durante o diálogo, enquanto ouve o interlocutor explicando não poder receber o preso, "que tem que liberar", comenta em voz baixa, nitidamente desiludido, contrariado, "uma beleza, uma beleza meu irmão... Brasil... eu vou levar ele em casa... polícia desmoralizada... eu sou taxista de vagabundo... vou levar esse cidadão de bem... junto com a sua família... tô de graça, tô morto...". Para chocar mais e demonstrar a sua indignidade insinua abraçá-lo e diz, "é meu amigo...".

    O desencanto do policial, presente no âmago do lado bom da sociedade, em todas as classes, repercute pelas redes sociais de modo incontrolável, gradualmente sedimentado e produzindo reações explosivas nas palavras chulas e crescentes a indicar o limite entre a razão e a explosão dos sentimentos. Como se expressou o detido sorridente, "P'ra mim vai bem... mas, para o cidadão de bem não vai não" ao responder à pergunta: "O Brasil vai bem desse jeito?".

    No lado marginal da sociedade em qualquer das classes, a descrença do policial na gestão pública, transformada em revolta pela corrupção generalizada, temperada pelo uso e disseminação das drogas e elevada à enésima potência na cabeça do adolescente, deseducado em casa e na escola, às vezes abandonado, produz o quê?

    Soldado do crime organizado! E em progressão geométrica. É o que se assiste diariamente. No grau mínimo da revolta, o saque ao caminhão tombado na estrada, na avenida ou levado para a favela, onde o poder público não chega a não ser para as tentativas infrutíferas de neutralizar os bandos que se formam constantemente.

    Reação em cadeia (de concreto, insuficiente face à necessidade) se alastra pelo país, inconteste guerrilha urbana, expropriação cópia da luta ideológica, onde os bandos superam em muito o dispositivo policial das cidades do interior onde um dia o cidadão viveu em paz. Paz que não se desfruta nos grandes centros urbanos, desgraçadamente administrados como no Rio de Janeiro desde o início dos anos 1980.

    A tônica era de que polícia não sobe os morros e ao invés de transformá-los em bairros, abrindo vias de acesso aos serviços básicos, optou-se por uma "liberação geral", posse, demagogia, desorganização, gueto; posturas municipais, meio ambiente e ordem só para o asfalto, mais ou menos.

    Os barracos de zinco e madeira, celebrizados pelo poeta "Ai, barracão, pendurado no morro e pedindo socorro à cidade a seus pés/Ai barracão tua voz eu escuto...", se transformaram em alvenaria; os governos não ouviram a voz do morro, nem a do barracão que pedia socorro. Sítio primário que se espalhou como câncer no Brasil, muito mais doente nas décadas iniciais deste século vinte e um.

    Cenas como essa do policial descrente se repetem às dezenas, às centenas. Não é só com bandidinho, mas com bandido graúdo. Um prende e solta abominável face ao estupefato e inconformado povo brasileiro. Não se trata só de político, conseqüência das sentenças do juiz Sérgio Moro a prender, e por outros juízes a soltar.

    A lei é que não presta, quem a faz é incompetente ou mal intencionado ou, estamos diante do fato consumado, irreversível, do caos total?  A toga está rota, esfarrapada? O agente público é desprezível, relapso e vendido?
    Não é crível, nem aceitável que todo o poder público esteja contaminado, mas a desesperança parece ter contaminado a sociedade.

    Há que se pensar em barreira que seja forte o suficiente para conter o mar de lama que grassa pelo país e para que não se repitam os malfeitos no caso da barragem Samarco/município de Mariana.



    Ernesto Caruso é Coronel de Artilharia e Estado Maior, reformado.

    O ”Direito ao Esquecimento”

    Posted: 16 Aug 2017 04:13 AM PDT


    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Manoel Soriano Neto

    O jornal Inconfidência, de Belo Horizonte (MG), vem alertando, de há muito, que as doutrinas ou modelos para a conquista do Poder em nosso País, pelos profitentes do marxismo-leninismo, mudaram de modo radical. Atualmente, eles se valem de métodos mais sutis e sofisticados que os da revolução armada (guerra revolucionária). Para tal, usam, amiúde, técnicas psicológicas de controle mental e 'baldeação ideológica', para a 'conquista dos espíritos', ou como hoje se diz, para 'ganhar corações e mentes'.

    As teorias do ideólogo do marxismo na década de 1930, o italiano Antônio Gramsci, são assaz utilizadas e tiveram guarida na América Latina, por meio do Foro de São Paulo, entidade 'bolivariana' sustentada, econômica e logisticamente pelo Brasil, ao tempo dos governos petistas. Outrossim, tal fato vem sendo iterativamente lembrado pelo 'Inconfidência', que sempre usa o oportuníssimo bordão "Esquecer também é Trair!" (referindo-se, em especial, à traiçoeira e covarde Intentona Comunista de 1935 – a maior e mais torpe agressão já sofrida pelo Exército Brasileiro – e aos atos terroristas pós-1964, contra o Estado Brasileiro), perpetrados por facinorosos seres humanos.

    Ora, essas barbaridades não podem ser esquecidas, de forma covarde e omissa, por um silêncio obsequioso, e, principalmente, ominoso. Recordemo-nos de que a Lei da Anistia, de 1979, é repudiada, na atualidade, pelos subversivos derrotados no passado, haja vista o infame relatório, com uma nominata de mão única, elaborado pela facciosa Comissão Nacional da Verdade. Aduza-se, a propósito, que a revisão da mencionada Lei poderá ocorrer já no presente ano, tão logo a nomeada procuradora-geral da República, Raquel Dodge, tome posse, em setembro próximo. É que ela sempre apoiou a necessidade da reinterpretação (e não revogação) da sobredita Lei.

    Assinale-se que o STF reconheceu a sua validade, em 2010; porém a ação continua em julgamento e está nas mãos do ministro Luiz Fux, em face da existência de embargos de declaração que foram impetrados. A imprensa vem noticiando que o tema será uma das prioridades da gestão da futura procuradora, porquanto ela é francamente favorável ao entendimento da Corte Interamericana de Direitos Humanos (para este tribunal internacional, a legislação brasileira não deve se aplicar a crimes como homicídio, ocultação de cadáver e tortura).

    Mas façamos uma comparação do que antes foi expendido com o denominado 'Direito ao Esquecimento', posto que são assuntos perfeitamente imbricados.

    O STF está a discutir a tese do chamado "Direito ao Esquecimento", no julgamento de uma ação interposta pela família de Aída Curi, barbaramente morta, em 1958, no Rio de Janeiro, fato que foi rememorado em uma dramatização pela Rede Globo (aguarda-se o pronunciamento da Suprema Corte, já  estando em curso as audiências públicas). Tal Direito surgiu após a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha e na França, espraiando-se pela Europa. Notórios criminosos de guerra apelaram à Justiça a fim de que fosse impedida a divulgação de suas ações delitivas pretéritas, por intermédio da imprensa falada, escrita e televisada, do teatro, do cinema, etc.

    Os principais argumentos brandidos eram/são os do 'direito de ressocialização' ou 'direito à regeneração' do criminoso (como aliás prescreve, no Brasil, a CF/88, quanto aos apenados, a fim de que tenham a chance de reconstruir as suas vidas, etc.), e o de evitar danos, em especial os morais, a seus descendentes e afins, se revolvidos fatos delituosos de suas vivências pregressas. Contudo, as Cortes europeias vêm mantendo um posicionamento de priorizar a 'liberdade de expressão', a 'liberdade de imprensa', a 'liberdade de informação', a 'liberdade de criação' e a 'historicidade' (em todas as áreas, inclusive na social), máxime nos dias hodiernos, quando a internet disponibiliza, livre, universal e democraticamente, o acesso para os seus 3 bilhões de internautas, de todos e quaisquer conhecimentos, que permanecerão 'ad nauseam', na 'memória indelével virtual coletiva'.

    É que não se pode apagar o passado e relegar ao olvido, a memória de relevantes fatos de valor histórico e social, com vistas à preservação e ao não falseamento da História (lembremo-nos da queima de livros na 'Revolução Cultural' de Mao Tse Tung, na China ...) e ao amplo acesso à informação. Restaria, pois, a pergunta que não quer calar: em nosso País, deveríamos admitir, em vista do novel Direito em comento, que as referências à corrupção, na atual conjuntura, e aos atos terroristas do passado recente, fossem escamoteados, obliterando-se registros documentais de elevado teor histórico-cultural existentes? Ainda mais: em caso afirmativo, como ficaria a saúde cívico-moral da Nação, no futuro?

    Destarte, mesmo que a relembrança de atos hediondos e de lesa-pátria praticados por criminosos políticos ou comuns venham a violar a intimidade dos mesmos, a completa difusão de seus atos deletérios não se torna paradoxal com os ditames constitucionais brasileiros, pois os direitos dos inocentes serão sempre preservados e reparados, se for o caso, 'ex vi' da CF/88, consoante à opinião de conspícuos e abalizados juristas, tudo segundo o superlativo resguardo do princípio do Bem Comum.

    Que o STF, pois, siga a jurisprudência dos tribunais da Europa e não reconheça a nebulosa tese do 'Direito ao Esquecimento' - não existente, diga-se, em nossa legislação -, jamais permitindo que a 'palavra-talismã', a 'palavra-esponja ESQUECIMENTO' seja aproveitada e aplicada de forma totalitária, para uma amnésia geral, mercê de inaceitável censura político-ideológica, em nosso amado Brasil, de cariz democrático e cristão!

    Em derradeiro, concluímos que certa e recerta é a afirmação constante do jornal Inconfidência de que, no concernente a fatos/episódios de memoriabília, de alta traição e covardia, como os anteriormente referidos, ESQUECER TAMBÉM É TRAIR!

    Manoel Soriano Neto é Coronel na reserva do EB.

    Newsletter diária 17/08/17

    Ver este email em seu navegador
    Quinta-feira 17 Agosto 2017

    Silvia Lucchetti

    A maneira chocante como as garotas estão sendo afetadas pela pornografia

    Duzentas jovens britânicas entre 9 e 15 anos foram submetidas a cirurgia para modificar a vagina

    Agências de Notícias

    Tunisiano se dedica a dar túmulo digno a migrantes mortos no mar

    Nos últimos 12 anos, enterrou centenas de migrantes, ele assegura

    Cecilia Music

    Música: palavras de sabedoria com o Pe. Rob Galea

    "Deveríamos refletir sobre com qual música alimentamos nossa alma"

    Aleteia Brasil

    Afinal, quem é o Espírito Santo?

    Um resumo completo sobre a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, a partir do Catecismo Ilustrado de São Pio X

    Miriam Diez Bosch

    República Democrática do Congo: por que a Igreja é atacada?

    Testemunho de uma missionária sobre a …

    Aleteia Brasil

    O Sacrifício da Missa é o mesmo Sacrifício de Cristo na Cruz

    A maior das excelências da Santa …
    imp?s=202073&sz=300x600&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2
    imp?s=202074&sz=1x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=202075&sz=1x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2
    imp?s=203812&sz=116x15&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=203813&sz=69x15&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2

    Philip Kosloski

    O fascinante sentido espiritual por trás da palavra "paróquia"

    Ela tem a ver com "morada próxima", "peregrinos" e até com o "barco" que nos leva ao céu!

    Maria Paola Daud

    São Lucas: o primeiro retratista da Virgem Maria?

    A ele é atribuída a autoria de uma antiga e venerada imagem da Virgem, que fica em Roma

    Cerith Gardiner

    O que todo marido deveria saber antes de dizer que sua esposa é viciada em celular

    Uma mãe que fica em casa para cuidar dos filhos explica por que seu smartphone é essencial no dia a dia

    Aleteia Brasil

    7 sinais de possível presença demoníaca em uma pessoa

    Listados por Luigi Janiri, psiquiatra, psicoterapeuta, professor universitário e estudioso de fenômenos ligados à possessão

    A12

    3 armas fortes de São Miguel Arcanjo

    Vai até 29 de setembro a celebração da Festa de São Miguel Arcanjo. Veja três ferramentas fortes e interessantes para você viver bem esta época
    Conteúdo publicitário Learn more about RevenueStripe...
    imp?s=124530100&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530101&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530102&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530103&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530104&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530105&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530106&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530107&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530108&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530109&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530110&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530111&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530112&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530113&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530114&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530115&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530116&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530117&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530118&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2 imp?s=124530119&sz=2x1&li=71dfdbffa9&e=aug.ofjustica.federal.deiustitia267820@blogger.com&p=48a1774ca2

    Comunismo


    Rui Barbosa



    De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.



    Os grilhões que nos forjavam


    Da perfídia astuto ardil...


    Houve mão mais poderosa:


    Zombou deles o Brasil!


    Consagração no Rito Bizantino - Igreja Ortodoxa
    Publicado em 29 de jul de 2014Consgração do Pão e Vinho, transformado em Carne e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, em uma Divina Liturgia celebrada por Sua Santidade, o Patriarca Cirilo, de Moscou e toda Rus'.
    Publicado por Vale de Beracá em Sábado, 9 de janeiro de 2016

    Não é o suplício que faz o mártir, mas a causa. (Santo Agostinho)


    • http://deiustitia-etfides.blogspot.com.br/


    -






    Da Justiça a clava forte











  • “Esta seita de homens que, debaixo de nomes diversos e quase bárbaros se chamam socialistas, comunistas ou niilistas, e que, espalhados sobre toda a superfície da terra, e estreitamente ligados entre si por um pacto de iniquidade, já não procuram um abrigo nas trevas dos conciliábulos secretos, mas caminham ousadamente à luz do dia, e se esforçam por levar a cabo o desígnio, que têm formado de há muito, de destruir os alicerces da sociedade civil. É a eles, certamente, que se referem as Sagradas Letras quando dizem: “Eles mancham a carne, desprezam o poder e blasfemam da majestade” (Jud. 8)”.




    A injustiça, Senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte, promove a desonestidade, promove a venalidade, promove a relaxação, insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas.

    • Ruy Barbosa








    Alma de Cristo, santificai-me.

    Corpo de Cristo, salvai-me.

    Sangue de Cristo, inebriai-me.

    Água do lado de Cristo, lavai-me.

    Paixão de Cristo, confortai-me.

    Ó bom Jesus, ouvi-me.

    Dentro de Vossas chagas, escondei-me.

    Não permitais que me separe de Vós.

    Do espírito maligno, defendei-me.

    Na hora da minha morte, chamai-me.

    E mandai-me ir para Vós, para que Vos louve com os vossos Santos, por todos os séculos dos séculos.

    Amém.



    Google+ Followers

    Nossa Senhora de Medjugorje


    Posted: 05 Apr 2016 12:06 PM PDT

    MENSAGEM DA RAINHA DA PAZ EM 2 DE ABRIL DE 2016, À MIRJANA:

    “Queridos filhos! Não tenham corações duros, fechados e cheios de medo. Permitam ao Meu amor materno iluminá-los e preenchê-los de amor e de esperança, a fim de que, como Mãe, Eu cure as suas dores, pois Eu as conheço, por tê-las experimentado. A dor eleva e é a maior oração.

    Meu Filho ama, de modo especial, aqueles que sofrem. Ele Me enviou para curá-los e trazer-lhes a esperança. Confiem Nele! Eu sei que é difícil para vocês, porque veem sempre mais escuridão ao seu redor. Filhinhos, é necessário destruí-la pela oração e pelo amor. Aquele que reza e ama não tem medo, mas esperança e um amor misericordioso que vê a Luz que é o Meu Filho.

    Como Meus Apóstolos, convido-os a tentarem ser exemplo de amor misericordioso e de esperança. Rezem sempre e novamente, para terem o maior amor possível, porque o amor misericordioso traz a luz que destrói toda a escuridão - traz o Meu Filho. Não tenham medo: vocês não estão sozinhos: Eu estou com vocês!

    Eu imploro a vocês para rezarem pelos seus sacerdotes, a fim de que, em cada momento, eles tenham amor e ajam com amor, pelo Meu Filho -- através Dele e em memória Dele. Obrigada."










    - A BÍBLIA CONFIRMA A IGREJA


    “Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal.” (2 Pedro 1,20)-
    “Escrevo (a Bíblia) para que saibas como comportar-te na Igreja, que é a Casa do Deus Vivo, a coluna e o fundamento da Verdade.” (1Timóteo 3,15) -
    “Tu és Pedra, e sobre essa Pedra edifico a minha Igreja (...). E eu te darei as Chaves do Reino dos Céus; e tudo o que ligares na Terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligares na Terra será desligado nos Céus.”(Mateus 16, 18) -
    “...Vós examinais as Escrituras, julgando ter nelas a vida eterna. Pois são elas que testemunham de Mim, e vós não quereis vir a Mim, para terdes a vida.”(João 5,39-40) -
    “Em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, apartai-vos de todo irmão que não anda segundo a Tradição que de nós recebeu.” (2 Tessalonicenses 3,6) -
    “Então, irmãos, estai firmes e guardai a Tradição que vos foi ensinada, seja por palavra (Tradição), seja por epístola nossa (Bíblia). ”(2 Tessalonicenses 2, 15) -
    “(Pedro,) apascenta o meu rebanho.” (João 21,15-17) -
    “Irmãos, sabeis que há muito tempo Deus me escolheu dentre vós (Apóstolos), para que da minha boca os pagãos ouvissem a Palavra do Evangelho.” - S. Pedro Apóstolo, primeiro Papa da Igreja de Cristo(Atos dos Apóstolos 15, 7) -
    “Eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça. E tu, confirma os teus irmãos.” - Jesus Cristo a S. Pedro (Lucas 22, 31-32) -
    “De hoje em diante, todas as gerações me proclamarão Bem-aventurada.” - Maria, a Mãe de Nosso Senhor (Lucas 1, 48) -
    “Ainda que nós ou um anjo baixado do Céu vos anuncie um evangelho diferente do nosso (Apóstolos), que seja anátema.” (Gálatas 1, 8) -
    “Em Verdade vos digo: se não comerdes da Carne e do Sangue do Filho do homem, não tereis a Vida em vós mesmos.” (João 6, 56) -
    “Minha Carne é verdadeiramente comida, e o meu Sangue é verdadeiramente bebida.”(João 6, 55) -
    “O Cálice que tomamos não é a Comunhão com o Sangue de Cristo? O Pão que partimos não é a Comunhão com o Corpo de Cristo?” (1ª aos Coríntios 10, 16) -
    “E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos, da mão do anjo, diante de Deus.” (Apocalipse 8, 4) -
    “Aqui (no Céu) está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os Mandamentos de Deus e a Fé em Jesus.” (Apocalipse 14, 12) 
    - Porque já é manifesto que vós (a Igreja) sois a Carta de Cristo, ministrada por nós (Apóstolos), e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração (...); o qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. (2Cor 3,3.6) - 

     



    Mário Kozel Filho


    “Servi ao Senhor com respeito e exultai em Sua Presença; prestai-lhe homenagem com temor.” (Sl 2,11)
    †   †   †
    Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo; adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os Sacrários da terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos Méritos Infinitos do Seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.

    GRAÇAS E LOUVORES SE DEEM A TODO MOMENTO, AO SANTÍSSIMO E DIVINÍSSIMO SACRAMENTO!

    Gruta de Lourdes

    Signis et portentis mendacibus